Apneia do Sono

apneia-do-sono-dra-fernanda-chrispim

Saiba como o diagnóstico e o tratamento são fundamentais para saúde, qualidade de vida e longevidade!

A apneia do sono é um distúrbio potencialmente perigoso que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Como médica especialista em Medicina do Sono, considero fundamental destacar a importância do diagnóstico e tratamento adequado dessa condição para saúde, qualidade de vida e longevidade dos pacientes.

Em termos simples, a apneia do sono é caracterizada por pausas na respiração durante o sono, devido ao relaxamento da musculatura da garganta impedindo que o ar chegue aos pulmões, sendo o ronco um dos principais sinais da doença. Essas pausas podem ocorrer várias vezes por hora e durar mais de 10 segundos, levando à redução na oxigenação do sangue e interrupção do sono. Além do ronco alto e engasgos, outros sinais da apneia do sono incluem sonolência diurna, dificuldade de concentração, irritabilidade e até mesmo depressão.

A relação da apneia do sono e doenças cardiovasculares

A apneia do sono é um problema de saúde que aumenta o risco das doenças cardiovasculares. Isso ocorre porquê quando o indivíduo tem parada respiratória durante o sono, há uma queda da oxigenação chamada de hipoxemia intermitente, junto com despertares e aumento do esforço respiratório durante o sono, levando ao aumento da pressão arterial.

Dessa forma, a apneia do sono é um fator de risco para hipertensão arterial, arritmia cardíaca, insuficiência cardíaca congestiva, doenças coronarianas e acidente vascular cerebral (AVC).

O que também pode ocorrer em pacientes que têm hipertensão arterial sistêmica e apneia do sono é a falta do descenso noturno da pressão arterial, que é a queda normal da pressão durante o sono. Esses pacientes, além de não ter essa queda na pressão arterial fundamental para o nosso organismo, podem ter a elevação da pressão durante o sono.

Como consequência da falta do descenso noturno da pressão arterial, o paciente passa a usar mais medicações e ter uma hipertensão arterial resistente.

Diagnóstico e Tratamento da Apneia do Sono

O diagnóstico da apneia do sono é realizado através da avaliação clínica e exame de polissonografia, considerado o padrão ouro para a investigação dos distúrbios do sono. Esse exame pode ser realizado tanto em laboratório do sono, como na própria casa do paciente, por meio de um aparelho portátil.

O tratamento desse distúrbio do sono melhora significativamente a saúde e qualidade de vida do paciente. Para isso, podemos utilizar o aparelho intraoral, medidas comportamentais, cirurgias ou, em casos moderados e graves, indicar o Aparelho de Pressão Positiva Contínua (Cpap). O Cpap transmite um fluxo de ar constante através de uma máscara, mantendo a via aérea desobstruída durante o sono.

Os resultados do tratamento são verdadeiramente transformadores. Além de melhorar a qualidade do sono e disposição diurna, o tratamento previne complicações graves e aumenta a longevidade dos pacientes.

Há mais de 20 anos, tenho tratado pacientes de diferentes idades, formações e objetivos que possuem apneia do sono, no Instituto do Sono. Tenho ao meu lado uma equipe de profissionais competentes de especialidades médicas que se complementam no tratamento dos pacientes, além de tecnologia moderna e estrutura confortável para o diagnóstico e tratamento de todos os distúrbios do sono.

Por:

  • dra-fernanda-chrispim-goiania-anapolis
Gostou? Compartilhe!
Você vai gostar também