Obesidade e Cirurgia Bariátrica: Caminhos para a Saúde e Qualidade de Vida

bariatrica-dr-thiago-becker

A obesidade é uma condição de saúde crônica caracterizada pelo acúmulo excessivo de gordura corporal, resultante de fatores genéticos, ambientais e comportamentais.

É muito mais que dígitos na balança. Os riscos da obesidade vão além da estética, aumentando a predisposição a doenças como diabetes tipo 2, hipertensão arterial, doenças cardiovasculares e até mesmo certos tipos de câncer. Para muitas pessoas, a cirurgia bariátrica se torna uma opção eficaz e, em alguns casos, necessária.

A Gravidade da Obesidade e seus Riscos

A obesidade é uma epidemia global, com números alarmantes em ascensão. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2016, mais de 1,9 bilhão de adultos estavam acima do peso, sendo que mais de 650 milhões eram obesos. Esta condição leva a graves riscos à saúde, incluindo aumento da mortalidade prematura e complicações crônicas.

Além do risco de desenvolver doenças crônicas, a obesidade pode impactar significativamente a qualidade de vida, afetando a mobilidade, o sono, a autoestima, a fertilidade, a libido e a capacidade funcional.

Cirurgia Bariátrica: Uma Alternativa para o Tratamento da Obesidade

A cirurgia bariátrica é uma alternativa eficaz para indivíduos com obesidade severa ou mórbida, quando outras medidas, como dieta, exercícios e medicamentos, mostram-se insuficientes.

O objetivo principal dessa cirurgia é promover a perda de peso significativa e sustentada, contribuindo para a melhoria da saúde e da qualidade de vida dos pacientes.

Indicações para a Cirurgia Bariátrica

As indicações para a cirurgia bariátrica incluem:

Obesidade mórbida: Indivíduos com Índice de Massa Corporal (IMC) maior ou igual a 40 kg/m².

IMC entre 35-39,9 kg/m² com Comorbidades: Pacientes com IMC nesse intervalo e que apresentam comorbidades relacionadas à obesidade, como diabetes tipo 2, apneia do sono, hipertensão arterial e outros.

Falha em Tratamentos Convencionais: Quando outras formas de tratamento para a obesidade não foram eficazes nos últimos 2 anos.

Técnicas de Cirurgias Bariátricas

Existem diferentes técnicas cirúrgicas para fazer a bariátrica. Cada uma com suas características e indicações específicas. As duas principais técnicas são:

Bypass Gástrico: Reduz o tamanho do estômago e desvia parte do intestino delgado no trânsito alimentar, promovendo menor absorção de calorias e atuando de forma mais metabólica no tratamento de doenças como o diabetes.

Sleeve Gástrico: Remove cerca de 80% do estômago, reduzindo sua capacidade e, consequentemente, a ingestão de alimentos. Ao retirar o fundo gástrico, reduz-se a produção do hormônio da fome e a saciedade torna-se mais precoce. Não mexe no intestino delgado.

A Importância de Buscar Ajuda Profissional

A decisão de realizar uma cirurgia bariátrica deve ser cuidadosamente avaliada em consulta com um cirurgião do aparelho digestivo. O profissional irá considerar o histórico médico, as condições individuais e os riscos associados a cada tipo de cirurgia, bem como os tratamentos já feitos para a perda de peso.

O acompanhamento pós-cirúrgico é fundamental para garantir uma recuperação adequada e a adoção de um estilo de vida saudável a longo prazo. O sucesso na cirurgia bariátrica está diretamente associado a um rigoroso acompanhamento do paciente com sua equipe.

A obesidade é uma condição de saúde séria, mas com o suporte e a orientação adequados, é possível tomar medidas eficazes para melhorar a qualidade de vida e reduzir os riscos associados a essa doença crônica.

Por:

  • orion-business-complex-goiania
Gostou? Compartilhe!
Você vai gostar também