Varizes, Inchaço e Vasinhos na Gestação

varizes-inchaco-vasinhos-gestacao

Entre as principais queixas das gestantes, estão as incômodas varizes, vasinhos e também o inchaço que surgem nas pernas.

De uma maneira bem simples, essas alterações ocorrem devido ao fato de as veias serem mais elásticas que as artérias, possuindo uma maior capacidade de aumentar o seu diâmetro, sendo, portanto, responsáveis por armazenar mais sangue. E isso é bem importante durante a gravidez, pois elas funcionarão exatamente como um reservatório de sangue para que a gestante tenha uma reserva de sangue para possíveis perdas no momento do parto.

Quanto mais próximo ao final à gestação, maior o aumento do volume de sangue circulante no corpo da mulher e, consequentemente, maior a dilatação das veias. Além disso, ainda há o crescimento do útero durante a gravidez. Quanto mais ele aumenta, maior é a compressão na veia cava inferior (responsável por levar o sangue dos membros inferiores e de parte do abdômen até o coração). Em virtude do fato do sentido do sangue na veia é ir do pé para o coração, essa compressão na veia cava inferior aumenta ainda mais a pressão venosa na pelve e nas pernas, favorecendo a dilatação das veias dos membros inferiores.

Além de todo o incômodo que causam, seu aspecto estético frequentemente pode assutar as futuras mães. A boa notícia é que com cuidados adequados, estes problemas podem ser amenizados.

Os cuidados abaixo vão te ajudar a prevenir e amenizar estes problemas e desconfortos gerados:

  • Alterne frequentemente de posição, de modo a não permanecer por muito tempo em pé ou sentada;
  • Realize movimentos de flexão e extensão dos pés, para ajudar a ativar a circulação das pernas;
  • Evite o ganho excessivo de peso;
  • Faça repouso com as pernas elevadas de no mínimo dez minutos e até 3 vezes ao dia;
  • Realize exercícios/ginástica que não utilizem carga, mas que tenham mais repetições principalmente nos membros inferiores. Os exercícios de panturrilhas ajudam o retorno do sangue ao coração;
  • Deite-se de lado, de preferência com o esquerdo para baixo. Esta posição ajuda a aliviar a compressão que o útero exerce sobre a veia cava inferior, principalmente;
  • Use meias de compressão elástica devidamente orientada pelo seu médico.

Particularmente, costumo indicar o uso das meias de compressão a partir do segundo trimestre de gravidez, podendo estender o uso até mesmo após o parto. Elas auxiliam no alívio dos sintomas de edema (inchaço) e sensação de peso, ajudando também a evitar o surgimento de varizes, vasinhos e, inclusive, prevenindo a trombose venosa profunda. Sobre qual tipo de meia é a mais indicada, é importante conversar com seu médico obstetra e cirurgião vascular, para que juntos definam o melhor para você.

Não é aconselhável remover as varizes e vasinhos durante a gestação, e a principal razão para isso é que grande parte delas podem desaparecer espontaneamente em até seis meses após o parto. Mas, se mesmo após esse período, alguns vasinhos persistirem e veias permanecerem dilatadas, após o período dos 6 meses de amamentação exclusiva, procedimentos simples podem removê-los com excelentes resultados estéticos. Neste caso, procure o cirurgião vascular, especialista mais indicado para este tipo de diagnóstico e tratamento. Ah, e se você já tem varizes e/ou vasinhos e planeja engravidar, a melhor opção é tratá-los antes que engravide, afinal estaremos prevenindo a progressão da doença nestes vasos.

 

Por: Dr. Marcus Vinícius Bittencourt
Cirurgia Vascular
CRM/GO: 26282 | RQE: 14102
  • sicoob-unicentro-brasileira
Rolar para cima