Você que é mulher e está acima do peso, acha que emagrecer não é para você?

mulher-acima-peso-emagrecer
Quero te acolher, porque 2020 teve uma carga muito pesada, muito desafiadora com essa pandemia e infelizmente é natural o processo de colocar o peso tudo em cima da comida.
Pensando em cada uma de vocês, em como contribuir para que começassem esse ano de 2021 de uma forma diferente. Quero compartilhar com vocês uma entrevista feita com uma das minhas Mamães Slim do ano de 2020.

 

Entrevista/Conversa com a Rebecca

Denise: Rebecca, quando e porque você resolveu adotar ao programa Mamãe Slim?

Rebecca: Então, na verdade eu participei por duas vezes do programa. A primeira vez foi na minha primeira gestação, da Estela, há pouco mais de três anos atrás, e agora no pós-parto da minha segunda gestação, da Isabel. E eu tive muito mais sucesso nessa do que na primeira vez, pois na primeira vez eu descobri um problema na coluna, que tenho uma doença degenerativa do disco. Então, é uma doença que não tem cura, onde sinto muita dor lombar em qualquer atividade que eu faço. Mas, durante a última gestação eu engordei bem menos.

Denise: E como foi o ganho de peso nas gestações?

Rebecca: Eu ganhei 10 quilos durante essa gestação e na anterior eu tinha ganhado 17 quilos. Na primeira eu consegui perder os 17 e voltei ao peso inicial, e na segunda, quando a Isabel ainda estava com apenas dois meses, resolvi iniciar o programa novamente, e de lá para cá eu já perdi 14 quilos. Foi muito bom o resultado, eu amei!

Denise: Então Rebecca, fale como é que foi o primeiro processo, o que você sentiu, como foi o desafio, claro, tirando a parte que você não podia praticar, e se agora você conseguiu praticar a atividade física, os treinos lá do Mamãe Slim.

Rebecca: Não. Então, mesmo no último agora eu não fiz os exercícios, então, eu consegui essa perda de peso somente ouvindo e interiorizando. Porque não adianta a gente só ouvir, né Denise!? Eu falo porque eu já vivi muito isso. Eu sempre tive altos e baixos no peso, e então eu senti que era minha hora, que agora é minha hora! E agora eu quero! Eu quero de verdade!

Foi a partir desse momento que eu comecei a ouvir, já na segunda participação no Mamãe Slim, com você falando dos gatilhos. Comecei a pensar “o que é esse meu gatilho?” começando a entender a mim mesma. Com isso, fui me conhecendo melhor e descobrindo onde eu estava errando e o que eu poderia fazer para me ajudar. Porque é muito fácil a gente ir ao médico, pra ele receitar remédio e a gente perder peso. Mas, daí a gente vai curar o momento, não vai curar o que a gente está sentindo. Isso eu vivi muito, da autossabotagem, a gente faz isso toda hora se for pensar.

Por exemplo, quando eu cortei o açúcar, havia horas em que eu vou até ali, vejo um doce e falou: nossa acho que vou comer um pouquinho… Sabe? Aí vai lá e diz “nossa gente, eu não precisava disso, passava bem sem”. Mas aí você começa a entender que ainda pode cair nas próprias armadilhas.

Esse foi um pedacinho do relato de uma Mamãe SLim. No Programa você vai aprender além da parte da atividade física, um pouquinho de todo o processo da mentalidade de autossabotagem. Se você está com sobrepeso, está fora do peso, ele só está refletindo as consequências daquilo que você está ofertando para ele.
Para otimizar seus resultados, ofereço Programas de Emagrecimento, que a ajudarão a chegar aonde você deseja. Junto com você, enfrentaremos e venceremos o Sobrepeso e a Obesidade de nossas famílias e de nossas vidas!

 

Por: Denise Kosta
Coach e Personal Trainer

 

  • papo-saudavel
Rolar para cima